8 de nov de 2007

A História da Nokia

Nokia é líder mundial em comunicação móvel, conduzindo o crescimento sustentável desta indústria.

A Nokia conecta pessoas entre si e as informações que lhes são importantes, com produtos inovadores e fáceis de usar, como Celulares, dispositivos e soluções para o uso de imagens, jogos, mídia e negócios. A Nokia fornece equipamentos, soluções e serviços para corporações e operadoras de rede. A Nokia é uma companhia que tem como prioridade quatro áreas chaves.

A Nokia abrange quatro grupos de negócios e três grupos horizontais.


Além disso, o crescimento sustentável se deve à Política do Sistema de Gestão Integrado. A NOKIA do Brasil Tecnologia Ltda, empresa líder em manufatura de celulares, comprometida com sua Responsabilidade Social, Segurança e Saúde Ocupacional proporcional aos seus riscos, Meio Ambiente na redução de seus impactos ambientais como recursos naturais, e Qualidade dos seus processos, produtos e serviços, busca continuamente:


* Melhoria continua da eficácia e do desempenho dos seus Sistemas de Gestão;
* Estabelecimento e análise crítica dos seus objetivos;

* Atendimento à Legislação de Responsabilidade Social definidas na SA 8000, Ambiental, Segurança e Saúde Ocupacional e outros requisitos.

Para tanto, estabelece estes como parte integrante do negócio da empresa.


Acompanhe passo a passo a história da Nokia – um século e meio de inovação. Desde um moinho de papel à beira de um rio no sudoeste da Finlândia, até se tornar um líder global em telecomunicações.


O PRIMEIRO SÉCULO DA NOKIA: 1856/1967
The first Nokia century began with Fredrik Idestam's paper mill on the banks of the Nokianvirta river. Between 1865 and 1967, the company would become a major industrial force; but it took a merger with a cable company and a rubber firm to set the new Nokia Corporation on the path to electronics...

1865: The birth of Nokia
Fredrik Idestam establishes a paper mill at the Tammerkoski Rapids in south-western Finland, where the Nokia story begins.

1898: Finnish Rubber Works founded
Arvid Wickström founds Finnish Rubber Works, which will later become Nokia's rubber business.

1912: Finnish Cable Works founded
Eduard Polón starts Finnish Cable Works, the foundation of Nokia's cable and electronics businesses.

1937: Verner Weckman, industry heavyweight
Former Olympic wrestler Verner Weckman becomes President of Finnish Cable Works.

1960: First electronics department
Cable Works establishes its first electronics department, selling and operating computers.

1962: First in-house electrical device
The Cable Works electronics department produces its first in-house electrical device - a pulse analyzer for nuclear power plants.

1967: The merger
Nokia Ab, Finnish Rubber Works and Finnish Cable works formally merge to create Nokia Corporation.

A MUDANÇA PARA A TELEFONIA: 1968/1991
The newly formed Nokia Corporation was ideally positioned for a pioneering role in the early evolution of mobile communications. As European telecommunications markets were deregulated and mobile networks became global, Nokia led the way with some iconic products...

1979: Mobira Oy, early phone maker
Radio telephone company Mobira Oy begins life as a joint venture between Nokia and leading Finnish television maker Salora.

1981: The mobile era begins
Nordic Mobile Telephone (NMT), the first international mobile phone network, is built.

1982: Nokia makes its first digital telephone switch
The Nokia DX200, the company’s first digital telephone switch, goes into operation.

1984: Mobira Talkman launched
Nokia launches the Mobira Talkman portable phone.

1987: Mobira Cityman – birth of a classic
Nokia launches the Mobira Cityman, the first handheld NMT phone.

1991: GSM – a new mobile standard opens up
Nokia equipment is used to make the world’s first GSM call.


REVOLUÇÃO DO CELULAR: 1992/1999

In 1992, Nokia decided to focus on its telecommunications business. This was probably the most important strategic decision in its history.

As adoption of the GSM standard grew, new CEO Jorma Ollila put Nokia at the head of the mobile telephone industry’s global boom – and made it the world leader before the end of the decade...

1992: Jorma Ollila becomes President and CEO
Jorma Ollila becomes President and CEO of Nokia, focusing the company on telecommunications.

1992: Nokia’s first GSM handset
Nokia launches its first GSM handset, the Nokia 1011.

1994: Nokia Tune is launched
Nokia launches the 2100, the first phone to feature the Nokia Tune.

1994: World’s first satellite call
The world’s first satellite call is made, using a Nokia GSM handset.

1997: Snake – a classic mobile game
The Nokia 6110 is the first phone to feature Nokia’s Snake game.

1998: Nokia leads the world
Nokia becomes the world leader in mobile phones.

1999: The Internet goes mobile
Nokia launches the world's first WAP handset, the Nokia 7110.


NOKIA AGORA: 2000/HOJE

Nokia’s story continues with 3G, mobile multiplayer gaming, multimedia devices and a look to the future...

2002: First 3G phone
Nokia launches its first 3G phone, the Nokia 6650.

2003: Nokia launches the N-Gage
Mobile gaming goes multiplayer with the N-Gage.

2005: The Nokia Nseries is born
Nokia introduces the next generation of multimedia devices, the Nokia Nseries.

2005: The billionth Nokia phone is sold
Nokia sells its billionth phone – a Nokia 1100 – in Nigeria. Global mobile phone subscriptions pass 2 billion.

2006: A new President and CEO – Nokia today
Olli-Pekka Kallasvuo becomes Nokia’s President and CEO; Jorma Ollila becomes Chairman of Nokia’s board. Nokia and Siemens announce plans for Nokia Siemens Networks.




VISÃO E ESTRATÉGIA



Nosso êxito no futuro depende de oferecermos a nossos clientes grandes experiências através de produtos e soluções perfeitamente integradas e atraentes.
Nossa estratégia contém os elementos necessários para alcançar isso e está otimizada para explorar o crescimento potencial da indústria móvel na medida em que se desenvolve.



VISÃO E MISSÃO


Conectar-se é ajudar as pessoas a sentirem-se próximas do que é mais importante para elas. Em qualquer lugar ou momento, a Nokia acredita na comunicação, no compartilhamento e no incrível potencial que se obtém conectando 2 bilhões de pessoas que fazem com 4 bilhões que não fazem.
O crescimento continuará se nos concentrarmos nas pessoas e usamos a tecnologia para ajudá-las a sentirem-se próximas do que é mais importante para elas. Em um mundo onde todos podem estar conectados, nós adotamos uma abordagem muito humana com a tecnologia.



ESTRATÉGIA


Na Nokia, nossos clientes continuam sendo nossa prioridade máxima. O foco no cliente e a compreensão do consumidor devem direcionar e motivar nosso comportamento empresarial do dia-a-dia.

A prioridade da Nokia é ser o parceiro preferido de operadoras, varejistas e empresas.

A Nokia continuará sendo uma companhia em crescimento, expandido para novos mercados e negócios. Liderar a produtividade global é vital para nosso êxito futuro. Nossa meta para a marca Nokia é transformá-la na marca mais amada por nossos clientes.

Alinhada a essas prioridades, a estratégia do portifólio de negócios da Nokia mantém o foco em 5 áreas, cada uma com objetivos de longo prazo:

- Criar dispositivos vencedores
- Oferecer serviços ao consumidor pela Internet
- Entregar soluções empresariais- Construir escala em redes
- Expandir os serviços profissionais.

Nokia investirá e dará prioridade a estes três componentes estratégicos:

- Marca e design
- Compromisso com o Cliente e execução
- Tecnologia e arquitetura



TENDÊNCIAS DE MERCADO


Experiência de usuário

Simplicidade, experiências enriquecedoras e produtos com os quais os consumidores possam se enamorar. Compartilhar experiências.

Tecnologias
Convergência da Internet e dispositivos wireless nos celulares.

Modelos de negócio

Consolidação Mega e regional das operadoras. Convergência fixa-móvel. Modelos de negócio baseados em internet.

Diversidade Geográfica e de consumidor

Diferenças geográficas na conduta do consumidor e no ambiente de negócios. Diversidade na internet.

Rol da Ásia

China e Índia impulsionam cada vez mais a demanda e as preferências de design.

Crescimento das oportunidades

Crescimento nos mercados de dispositivos e infraestrura tradicional. Potencial de crescimento em soluções e sevriços.



ESTRUTURA



A Nokia abrange três grupos de negócios:

Telefones Celulares. A Nokia conecta pessoas oferecendo a possibilidade de expandir sua capacidade de transmissão de voz e dados, através de uma grande variedade de dispositivos móveis.

Multimídia. Oferece às pessoas a capacidade de criar, acessar, experimentar e compartilhar várias mídias, através de computadores multimídia móveis e aplicativos de conectividade que utilizam vários padrões de tecnologia.


Soluções Empresariais. Oferece às empresas e instituições uma extensa gama de produtos e soluções, incluindo dispositivos móveis, infra-estrutura de segurança, software e serviços empresariais.

Nossos grupos de negócios têm o suporte de várias entidades horizontais: Operações de consumidor e mercado. É responsável por vendas e marketing, manufatura e logística, fornecimento e compras para dispositivos móveis incluindo Celulares, Multimídia e Soluções Empresariais.

Plataforma Tecnológica. Fornece os principais avanços tecnológicos e plataformas aos grupos de negócios da Nokia e aos clientes externos.

Muitas outras entidades horizontais operam e gerenciam unidades específicas para a Nokia. Estas incluem Marca e Design, Suporte ao Desenvolvedor, Pesquisa e Empreendimento e Infra-estrutura de Negócios. Funções Corporativas (apoio aos negócios da Nokia com estratégias e serviços empresariais).


A Nokia Siemens Networks iniciou suas operações no dia 1º de Abril de 2007, combinando a área de redes da Nokia com as operações da Siemens Relacionadas à Telefonia, tendo a finalidade de realizar operações para redes fixas e móveis. A Nokia Siemens Networks foi consolidada pela Nokia e é composta pelas duas empresas em aproximadamente 50% cada.



RESPONSABILIDADE CORPORATIVA



MEIO AMBIENTE

Se você tem algum celular que não usa mais, lembre-se de reciclá-lo. Até 80% de um aparelho é reciclável. Mais detalhes no link http://www.nokia.com.br/A4523049

De acordo com a Resolução nº 257 do CONAMA (Conselho Nacional do Meio Ambiente), algumas baterias devem ser devidamente descartadas e encaminhadas para o processo de reciclagem após o esgotamento. Como a Nokia está mundialmente comprometida com questões ambientais e sociais, decidiu melhorar o já existente Programa Nokia de Reciclagem de Baterias.

Como funciona?

Ao final da vida útil da bateria, o consumidor deve entregá-la em qualquer uma das Assistências Técnicas Autorizadas, em qualquer lugar do Brasil. Veja aqui a lista de Assistências Técnicas da sua região.


Desenvolvimento sustentável é conectar gerações.

Conectar pessoas, não importa quantos quilômetros as separam, nem quantos anos. Essa é a nossa missão. E é por isso que nosso trabalho se baseia no desenvolvimento sustentável, respeitando a natureza e as necessidades das gerações futuras.

Sabendo disso e buscando atingir um crescimento sustentável no contexto ecológico, demos um grande passo: começamos a utilizar o papel reciclado na fabricação dos manuais produzidos em Manaus. As tintas utilizadas na impressão são biodegradáveis e atóxicas e não causam nenhum impacto ao meio ambiente.

Inicialmente, somente os manuais passarão por essa mudança, mas expandiremos essa ação para as embalagens de nossos produtos. Só assim, nos preocupando e agindo contra a degradação ambiental, poderemos continuar conectando pessoas e gerações.



PROJETOS SOCIAIS


Não é só com tecnologia que a Nokia busca melhorar a vida das pessoas. Prova disso são os diversos projetos sociais e culturais apoiados no Brasil e no mundo. Um modelo que a Nokia não se importa que os outros copiem.

Cada funcionário da Nokia exerce influência sobre o desempenho e a reputação da Nokia em assuntos referentes a saúde, proteção, segurança, relações trabalhistas, cidadania corporativa e direitos humanos.

Nosso objetivo é ser um bom cidadão na comunidade empresarial em todos os lugares de atuação, como membro responsável e colaborador da sociedade. Participamos de projetos de longo prazo que têm como objetivo ajudar os jovens a encontrar seu espaço no mundo, como também por meio de nossos programas globais.



Projetos Desenvolvidos


A Nokia apóia programas de desenvolvimento da juventude em todo o mundo, que proporcionem melhores oportunidades educacionais e consolidem as habilidades de vida dos jovens.

Este progresso é alcançado através da motivação da juventude em suas comunidades, pela promoção do protagonismo juvenil, equipando-as com habilidades para vida e promovendo espírito de liderança social.



Projeto Mudando a história


Educação defasada e inabilidade de leitura: problemas recorrentes para crianças e jovens no Brasil que vivem em comunidades carentes e freqüentam escolas superlotadas e sem recursos, saindo delas muitas vezes sem aprender a ler ou escrever corretamente.

Um importante estudo, feito pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira - INEP, descobriu que "o sistema educacional brasileiro produz alunos da quarta série do ensino fundamental que não sabem ler ou escrever". Como resposta, o governo brasileiro fez da educação uma prioridade nacional, com ênfase no melhoramento da educação infantil e fundamental, elevando o nível de alfabetização dos jovens.


Nesse cenário, aparece o programa Mudando a História, no qual jovens de todas as classes sócio - econômicas são treinados para serem mediadores voluntários e treinadores de mediadores. Os mediadores de leitura procuram crianças carentes nas cidades de São Paulo e Manaus e lhes ensinam os prazeres e as recompensas da leitura. Esta é a melhor maneira para proporcionar acesso aos livros, aumentar a compreensão e a tolerância cultural, melhorar os relacionamentos entre os jovens e suas comunidades e fortalecer a imagem do jovem como um agente positivo de mudança social.


Como maneira de fazer crescer a iniciativa, o programa está fazendo uma parceria com o sistema de educação pública do Brasil. Além disso, a Fundação Abrinq está priorizando os resultados relacionados às crianças para medir o impacto que a intervenção está tendo na alfabetização. Para contribuir com políticas públicas voltadas à juventude e ao estímulo à leitura, a Fundação Abrinq desenvolve em Manaus uma parceria com a Secretaria Municipal de Direitos Humanos, que incluiu o Projeto como uma de suas ações. Em São Paulo, a Fundação está finalizando uma parceria com o Programa Ler e Escrever, da Secretaria de Educação do Município.


Os primeiros resultados apareceram em 2006. O programa participou de duas avaliações externas para medir a evolução dos participantes: o primeiro, feito pela Universidade Brandeis, mostrou melhorias significantes nas habilidades para a vida dos jovens; o segundo, realizado com uma avaliadora líder no Brasil, a Dra. Cecília Roxo, que conduziu uma avaliação profunda do programa e seu impacto sobre os jovens, assim como sobre suas famílias e comunidades. Em relação aos resultados sobre os jovens, a avaliação da Dra. Roxo mostrou que 92% melhoraram suas habilidades para a vida e 88% dos que participaram relataram um aumento no seu envolvimento com a comunidade. Em relação às famílias e à comunidade, a avaliação mostra que as famílias dos jovens envolvidos no programa aumentaram o seu tempo de leitura em casa e, para aquelas que não liam antes, a leitura tornou-se uma atividade necessária. 81% das famílias entrevistadas relataram mudanças positivas nas vidas de seus filhos.



Projeto Ensino Técnico de Nível Médio


Manaus tem aproximadamente 2 milhões de habitantes e está situada em plena Floresta Amazônica. A cidade é a sede do Pólo Industrial com cerca de 400 empresas do ramo de eletroeletrônicos e informática e tem enorme carência de mão-de-obra especializada. Com esse panorama, o programa Ensino Técnico de Nível Médio surge para oferecer ensino de excelência e dar oportunidade as camadas menos favorecidas da população.


Este programa é a continuação da obra iniciada pelo Dr. Matias Machline, idealizador da Fundação Matias Machline. A escola iniciou suas atividades em 1986 e, desde a sua criação, tem se caracterizado pela competência e precisão de sua experiência pedagógica, conseguida pelo aprimoramento na adequação às transformações de ordem social, cultural e tecnológica. Assim, ela pode atingir a sua finalidade de habilitar técnicos de nível médio nos cursos de Eletrônica e de Informática. Entretanto, no final de 2000, devido a alguns problemas econômicos, a empresa que controlava a Fundação não teve mais condições de mantê-la. Em 2001, a Nokia do Brasil assumiu a totalidade de despesas da instituição, efetuou melhorias na infra-estrutura e implantou os cursos de Telecomunicações e Mecatrônica.

A escola está instalada em uma área de 13.960 m². A Fundação Nokia de Ensino conta com 12 salas para as aulas teóricas, todas equipadas com ar-condicionado e equipamentos de áudio e som. Ao todo, são três laboratórios para a prática do curso de eletrônica; dois laboratórios para o curso de informática, dois laboratórios para o curso de telecomunicações, além de laboratórios de Hardware, Física, Química e Biologia. Os estudantes contam ainda com uma biblioteca com acervo de mais de 10.000 livros e espaços para atividades físicas, como um campo de futebol, uma quadra poli esportiva, uma quadra de vôlei e uma pista adequada para a prática de corrida.


Desde 2001 o programa tem se destacado pelo seu ótimo índice de desempenho. Os estudantes obtêm excelentes resultados em premiações nacionais, como na Olimpíada Brasileira de Física e na Feira Brasileira de Ciências e Engenharia, e conseguem aprovação em concursos vestibulares para ingresso nas melhores universidades do país. Pelo segundo ano consecutivo os estudantes oriundos do programa obtêm o melhor índice de aproveitamento do estado do Amazonas no Exame Nacional do Ensino Médio - ENEM, promovido pelo Ministério da Educação.

Os critérios para admissão no programa são: ter concluído o ensino fundamental, ter até 17 anos e ser aprovado no exame de ingresso da escola. 70% das vagas oferecidas são para estudantes oriundos de escolas públicas.



Projeto Se Liga


Um dos maiores desafios do Brasil é diminuir a desigualdade social que o caracteriza. Como se vê, figurar como a 12ª potência econômica não é necessariamente motivo de orgulho quando se ocupa o 63º lugar no ranking de Desenvolvimento Humano. E é justamente essa distância que deve ser diminuída.

Para isso, o programa Se Liga alfabetiza crianças com distorção idade-série e provoca mudanças na educação formal. Além dele, o programa Acelera resgata o aprendizado, permitindo que os alunos freqüentem a série correspondente à idade. Esses dois programas introduzem na rede escolar uma cultura de gestão eficaz, focada em resultados, que combate os principais problemas do sistema de ensino: os baixos níveis de aprendizagem, a repetência e a distorção idade/série.

Já o programa Circuito Campeão introduz políticas de alfabetização e de acompanhamento de desempenho nas quatro primeiras séries do Ensino Fundamental para erradicar o analfabetismo e a repetência, enquanto o programa Superação Jovem ajuda os jovens a transformarem sua realidade. Organizando-se em equipes, eles desenvolvem projetos para superarem problemas da escola e comunidade.

Em Goiás, a Nokia e o Instituto Vivo implementam, em aliança com o instituto Ayrton Senna, os programas Se Liga e Acelera. Em Pernambuco, ela faz parte do Grupo LIDE/EDH - Grupo de Líderes empresariais/Empresários pelo Desenvolvimento Humano, que conta com cerca de 70 empresas -, e implementa os programas Se Liga, Acelera e Circuito Campeão, também em aliança com o Instituto Ayrton Senna. Em São Paulo, o Grupo LIDE/EDH e a mesma aliança, estendeu sua atuação junto à juventude através do programa Superação Jovem que, como política pública, estimula o protagonismo juvenil.



Projeto Centro de Treinamento de Informática


A zona periférica de Manaus tem grande necessidade de oportunidades de capacitação tecnológica e livre acesso a Internet. Assim, os Centros de Treinamento de Informática tem como proposta atender comunidades de baixa renda com grande risco social, localizadas nessas regiões da capital.

Esse programa mantém cinco centros de treinamento que oferecem curso básico profissionalizante e programa de Inclusão digital. O primeiro capacita adolescentes e jovens trabalhadores em Programação Web. As aulas são oferecidas diariamente e o curso tem duração de 320 horas. Já o Programa de Inclusão Digital é oferecido aos sábados a crianças e adolescentes em idade escolar e a adultos com mais de 35 anos com baixa escolaridade.


O programa é aberto a moradores da comunidade onde o Centro de Informática está localizado. Para participar do curso profissionalizante a idade mínima é de 14 anos e a máxima de 37 anos, renda familiar inferior a quatro salários mínimos e cursando a 9ª série do Ensino Fundamental. Para participar do curso de inclusão digital, idade entre 5 e 13 anos ou adultos com baixa escolaridade.


Desde agosto de 2001, o programa já capacitou no curso profissionalizante em Programação Web cerca de 1.846 alunos dos bairros Nossa Senhora da Graças, Aparecida, Educandos, Mutirão Amazonino Mendes e Alvorada. No programa de inclusão digital, no qual é oferecida a informática básica e educacional, com início em julho de 2005, cerca de 972 alunos entre crianças de 05 a 10 anos, pré-adolescentes de 11 a 14 anos, adultos acima de 35 anos e pessoas da melhor idade foram atendidos nestes bairros. São os primeiros resultados de um programa com potencial para ser expandido ainda mais.



Projeto Mãos à Obra


O Mãos à Obra é a versão brasileira do Helping Hands: o programa de voluntariado global da Nokia. Seus funcionários em diversos países do mundo podem fazer a diferença em suas comunidades, contribuindo com seu tempo, esforços e especialidades pessoais por meio da iniciativa do Mãos à Obra. Além de outras ações que beneficiam a comunidade, os voluntários mediam leitura em cinco instituições assistenciais, para crianças e idosos. No Brasil, o projeto conta atualmente com 200 funcionários voluntários.


Este projeto é baseado nos princípios, missão e valores da Nokia. Nossa declaração de missão como funcionários e como voluntários é "trabalhar juntos, fazendo a diferença".


Todo fim de ano, participamos da campanha Natal da Esperança, promovida pelo Centro das Indústrias (CIEAM) e pelo Governo do Estado do Amazonas, sendo uma das empresas que mais arrecadam alimentos e brinquedos a serem distribuídos a famílias carentes de Manaus. A campanha conta com total adesão dos funcionários, que, inclusive, promovem competição de arrecadação entre os turnos, para saber qual o mais solidário. A cada quilo de alimento doado pelos funcionários é acrescido de mais um quilo doado pela empresa. Em 2006, foram doados 3.390 quilos de alimentos não-perecíveis.


Todos os anos, os voluntários participam do projeto Ação Global, um dia dedicado às ações voluntárias, promovido pela Rede Globo de Televisão e pelo SESI, no qual promovem alguma ação durante o evento. A Nokia patrocina a alimentação de todas as pessoas que atuam no projeto. A empresa e seus funcionários também participam do Mc Dia Feliz, promovido pelo McDonald's, para ajudar instituições brasileiras que assistem crianças com câncer.


Realizamos também campanhas para arrecadar material de limpeza e higiene, que são doados ao abrigo São Vicente de Paulo, instituição beneficente que assiste idosos. Recentemente, uma ambulância foi doada ao Abrigo Moacyr Alves, instituição que cuida de crianças portadoras de necessidades especiais.

As ações voluntárias também são motivadas por meio de campanhas de doação de livros e na participação, por exemplo, na ação chamada Dia do Voluntariado, promovido pelo Centro das Indústrias do Estado do Amazonas (CIEAM), quando os voluntários dirigem-se a uma comunidade carente e realizam diversas ações.

Em São Paulo, no início do ano escolar, os funcionários também colaboram com doação de material escolar. No período do inverno, há doação de agasalhos e, no fim do ano, participam da campanha de natal da Nokia com doação de brinquedos.



Áreas em Desenvolvimento


Para uma empresa cidadã a melhor parceria é aquela com a sociedade. Por isso a Nokia se preocupa em desenvolver produtos e serviços que incentivem o aprendizado, estimulando a comunicação entre as pessoas.

Os programas da Nokia para o desenvolvimento de jovens têm como intenção equipar a juventude com conhecimento e vivência para que se tornem adultos confiantes, competentes e interessados.


Uma definição: O desenvolvimento dos jovens é o suporte ao desabrochar natural do potencial inerente nas crianças e nos jovens, relacionado aos desafios encontrados em seus ambientes físicos e sociais. O desenvolvimento dos jovens encoraja indivíduos a dar forma ativamente em seu próprio desenvolvimento através de suas escolhas e percepções. Durante esse processo ganham as capacidades para obter sua própria remuneração, educar a si mesmos e a outros, engajar-se em atividades cívicas e participar em relações sociais e atividades culturais.


O programa Nokia Helping Hands é o programa global da Nokia para funcionários voluntários, onde empregados da Nokia doam seu tempo (assim como comida, livros, roupas, etc.) a diferentes causas dignas para o bem comum de comunidades locais.


O programa Acesso Universal Significa que todos os países ao redor do mundo possuem acesso a tecnologias de comunicação, beneficiando-se de todas as melhorias sociais e econômicas que a tecnologia móvel pode criar. Para melhor acesso às informações e ao conhecimento, melhores oportunidades de negócios e potencial aprimorado para a criação de redes de relacionamento, conectando-se com outros em uma comunidade, e além.

O programa doação corporativa, corporações fazem doações de caridade para diversas causas e organizações. No caso da Nokia, essas doações são feitas por escritórios Nokia locais, para causas dignas, com os mesmos recebendo os procedimentos específicos para selecionar as causas e organizações.



ÉTICA



Nossa Visão


A satisfação dos clientes vem não só de nossos produtos, mas também do quão eficazes nós somos em interagir com a comunidade. Na medida em que a Nokia se torna mais e mais uma entidade global, crescem nossas obrigações em termos de como satisfazemos nossos stakeholders.


Nosso programa de responsabilidade corporativa reflete um interesse cada vez maior (interno e externo) no impacto de nossas atividades de negócio sobre as comunidades, desde o ponto de vista social, ambiental e econômico. Nós reconhecemos e entendemos que nossas responsabilidades vão além de simplesmente fornecer produtos de qualidade para comunicações.

Como líderes de mercado, a melhor contribuição que podemos fazer para a comunidade global é conduzir nossos negócios de forma responsável. Essa crença alimenta nosso compromisso de criar políticas éticas e princípios que orientem nosso trabalho. Nosso plano de Responsabilidade Corporativa (RC) é estruturado sobre os Valores da Nokia e implementado em todos os aspectos do nosso trabalho, para garantir a satisfação e o respeito ao cliente e para nos ajudar a abraçar a renovação e buscar a realização.


Nossos valores são postos em ação com a ajuda do Código de Conduta da Nokia, que objetiva ir além da conformidade legal ou posicionamento reativo, assumindo uma posição de liderança nas diversas áreas onde a sociedade é afetada pelo nosso negócio de comunicações.


Isso se traduz em mais ações, na medida em que integramos idéias de RC e práticas de trabalho em todos os nossos canais de negócios. Ao nos esforçarmos para incluir todos os membros da comunidade Nokia nesse processo, estamos demonstrando o nosso compromisso geral com a crença de que a responsabilidade é negócio de todos.


Valores em Ação

A responsabilidade corporativa caminha lado a lado com o bom senso para os negócios. Para a Nokia, RC não é somente sobre o gerenciamento de riscos ou sobre ser filantrópico, mas sim sobre procurar ativamente os benefícios, embutindo nossos princípios de responsabilidade corporativa em todos os contextos do nosso trabalho.

Eis alguns exemplos do que queremos dizer:


Construir redes sociais

A comunicação pessoal é talvez o benefício mais óbvio da comunicação móvel, com o celular sendo usado para construir e manter relacionamentos de maneiras cada vez mais diversas: entre amigos, entre pais e filhos, com pessoas que procuram ajuda e em comunidades que antes não tinham acesso livre à telefonia. O celular dá uma voz às pessoas.


Facilitar o acesso à informação

Celulares conectam pessoas a uma riqueza de informações, enviando notícias constantemente, não estaticamente, na medida em que acontecem, tanto em casa quanto no exterior. Esses aparelhos combinam uma variedade de fontes de informação, fornecendo imagens maiores, mais ricas, ao toque de uma tecla.

Estimular economias

Companhias saudáveis, que comunicam, utilizam e respondem à informação de maneira eficiente, geram economias mais saudáveis. A comunicação móvel ajuda na eficiência geral de companhias de qualquer tamanho. Muitos novos conceitos de serviços surgiram em torno da mobilidade, tanto no setor privado quanto no setor público, como por exemplo serviços baseados em SMS.

Responsabilidade para com a Natureza

Um elemento chave do nosso plano ambiental é minimizar o uso de matérias primas e energia, não só nas operações do dia a dia, mas também como um conceito de estilo de vida.


Relatórios responsáveis

Documentação constante e precisa é essencial para entender até onde viemos e para estimar nossos caminhos no futuro. A documentação nos fornece um parâmetro de comparação, não apenas conosco, mas também com outras companhias no campo das comunicações móveis. Nós assumimos o desafio de promover nossos esforços de RC através de vários canais de relatórios, incentivando o debate público.


Ação transparente

Ao comunicarmos nossas ações clara, precisa e rapidamente, construímos uma confiança e uma reputação que se estendem além da comunidade financeira. Nós compreendemos o valor de responder às crescentes demandas dos nossos grupos de stakeholders para que divulguemos nosso trabalho em um contexto ambiental e social. Nossos stakeholders consideram importante saber o que estamos fazendo e como o fazemos.


Nosso Compromisso


Já que aproximadamente um em cada três telefones em uso é um Nokia, é seguro afirmar que nossos produtos afetam a vida de milhões de pessoas.

Maximizar os benefícios da comunicação móvel e minimizar os potenciais efeitos negativos requer que se obtenha compromissos de governos, de sociedades civis e do setor empresarial. Porém, reconhecemos que como líderes de mercado com operações globais, nosso potencial impacto, e portanto nossa responsabilidade é grande.

De uma perspectiva de crescimento e desenvolvimento econômico, nós reconhecemos o nosso impacto e responsabilidades em toda a cadeia de valor agregado: em compras, no design do produto, na manufatura, no bem-estar dos funcionários, nas parcerias empresariais, na reciclagem, no envolvimento comunitário e nas comunicações. Ao longo de todo o ciclo de vida do produto nós atendemos a várias necessidades ambientais. Pelo relacionamento com funcionários, gestão da cadeia de suprimento e através de ofertas ao consumidor, nossa meta é ter uma influência social positiva.


Nossa resposta abrangente aos nossos stakeholders é fabricar produtos seguros e de alta qualidade, cumprindo com a lei, protegendo o meio ambiente e seguindo as melhores práticas. Essa é uma expectativa que procuramos atender.

Governança de responsabilidade corporativa

Acreditamos que a responsabilidade corporativa se estende para todas as nossas áreas de operações, com todos os funcionários da Nokia exercendo um papel.

Responsabilidade corporativa exerce um papel dentro da Nokia desde o seu principio. Fredrik Idestam, o fundador da Nokia, oferecia a seus funcionários serviços de saúde, educação e alojamento, desde a metade do século 17. Durante a segunda guerra mundial o Finnish Rubber Works, que mais tarde se tornou a maior parte da Nokia, forneceu ajuda financeira para os veteranos da guerra e alojamento para crianças afetadas pelo conflito. Com o decorrer do tempo nós continuamos a participar em esforços filantrópicos tradicionais, mas também vemos o valor de incorporar a nossa sabedoria e habilidades de negócios no desenvolvimento programado, de custo eficiente e, mais importante, auto-sustentável.

Veli Sundback, Vice Presidente Executivo de Relações e Responsabilidade Corporativa, dirige a responsabilidade corporativa no nível do Conselho Executivo. Ele tem o suporte do Grupo de Direção de Responsabilidade Corporativa, que identifica e supervisiona assuntos relacionados a RC tanto na indústria quanto específicos da Nokia. Esse grupo de executivos dá suporte a trabalhos em toda a empresa e conduz a comunicação aberta e a cooperação interna e externa em todos os níveis.

Nossa abordagem vem de acreditar que o progresso real é feito somente quanto as políticas e programas são implementados em toda a empresa. Nós acreditamos que atuar com responsabilidade é um dos alicerces da nossa competitividade, que ajudou a dar a forma atual à nossa cultura empresarial. Em última instância, RC é a responsabilidade de todos os membros da comunidade Nokia.

Ferramentas

A maneira como trabalhamos é definida por quem somos. Entender quem somos vem de um cuidadoso processo de definir nossos objetivos, atitudes para com os outros, definições do que o trabalho significa para nós e assim por diante.

Ao longo dos anos a Nokia desenvolveu seu posicionamento criando uma diretriz para sua cultura corporativa que é apresentada a nossos funcionários e stakeholders externos através do Código de Conduta e dos Valores da Nokia.


Valores da Nokia

Os valores da nossa companhia nos diferenciam. Eles nos fornecem um senso de direção para um comportamento uniforme como funcionários e como cidadãos do mundo, e também na nossa missão de ser uma grande companhia de Internet. Através da ampla participação dos funcionários, a Nokia criou novos valores que refletem o nosso negócio e o nosso ambiente em constante mudança. Eles funcionam como alicerce para a nossa cultura em evolução e são a base do nosso modo operacional. Vivê-los todos os dias é a filosofia que compartilhamos.

Sua Participação

Para nós, ‘Sua Participação’ incorpora o valor de satisfação do cliente e aborda a participação de todos os nossos stakeholders, incluindo funcionários, naquilo que a Nokia representa para o mundo.


Realizar Juntos

Realizar juntos é mais do que colaboração e parceria. Além de confiança, envolve compartilhamento, a mentalidade correta e o trabalho em equipes formais e informais.

Paixão por Inovação

A paixão por inovação é baseada no desejo que temos de viver os nossos sonhos, descobrir a nossa coragem e atirar-nos ao futuro através da inovação em tecnologia, de novas maneiras de trabalhar e da compreensão do mundo à nossa volta.

Muito Humano

Ser Muito Humano abrange o que oferecemos aos clientes, como fazemos negócios e o impacto das nossas ações e comportamento nas pessoas e no ambiente. É sobre ser muito humano no mundo – tornar as coisas simples, respeitar e preocupar-se. Em resumo, desejamos ser uma companhia muito humana.


Código de Conduta

A Nokia sempre reconheceu que seus próprios interesses de longo prazo e os daqueles quem tem interesse na Companhia ("stakeholders")¹ dependem da conformidade com os mais altos padrões de conduta ética e com as leis aplicáveis. O Código de Conduta foi aprovado pelo Conselho Executivo do Grupo Nokia e é apresentado e reforçado junto aos funcionários da Nokia através de indução, treinamento e comunicações internas. Os Valores Nokia estão embutidos neste Código, e cada funcionário² Nokia deve conduzir a si próprio(a) e ao seu negócio de forma alinhada com este Código, sem exceções. Orientações mais rígidas ou instruções mais detalhadas podem ser apropriadas para certos países ou regiões, mas elas não devem contradizer este Código. A Nokia periodicamente revê este Código e está comprometida a alterar o seu conteúdo e implementação quando mudanças ou esclarecimentos adicionais assim o exigirem.

¹O termo "stakeholders" refere-se a funcionários, clientes, fornecedores, acionistas, organizações governamentais e não-governamentais, as comunidades onde a Nokia faz negócio, e outras partes que tem influência sobre ou são influenciadas pela Nokia.


² Este Código é igualmente aplicável a funcionários, oficiais e diretores da companhia. Qualquer isenção em relação ao Código para oficiais executivos ou diretores pode ser feita apenas pelo Conselho de Diretores ou por um Comitê Executivo e deve ser imediatamente comunicado aos acionistas.


Ética e a Lei

A Nokia está fortemente comprometida com os mais altos padrões de conduta ética e conformidade total com todas as leis aplicáveis, domésticas e internacionais. Isso inclui, por exemplo, aquelas relacionadas a antitruste e a promover a concorrência justa, governança corporativa, prevenir o suborno, pagamentos ilícitos e a corrupção, e relacionadas a ações e títulos públicos, segurança no uso previsto dos produtos e serviços que a Nokia fornece a seus clientes, leis e práticas trabalhistas, meio ambiente, direitos humanos e padrões reconhecidos internacionalmente, e também a proteger direitos autorais, ativos da companhia e outras formas de propriedade intelectual. O objetivo da Nokia não é simples conformidade legal mas, como líder da indústria, estar entre os melhores do mundo em responsabilidade corporativa, praticando boa cidadania corporativa em todos os locais onde faz negócio.


A Nokia respeita a privacidade e integridade de todos os seus stakeholders e se esforça para aderir a padrões rígidos ao processar dados pessoais e informações de produto. Todos os dados pessoais coletados e mantidos pela Nokia serão processados de forma correta, legal e cuidadosa, e de maneira a proteger a privacidade dos indivíduos.


Direitos Humanos

A Nokia irá respeitar e promover os direitos humanos. A Nokia reconhece, junto com a comunidade internacional, que certos direitos humanos devem ser considerados fundamentais e universais, baseados em leis e práticas internacionais aceitas, tais como aquelas da Declaração Universal dos Direitos Humanos das Nações Unidas, da International Labour Organization e dos princípios Global Compact. Entre esses direitos que a Nokia considera fundamentais e universais estão: Liberdade de qualquer discriminação baseada em raça, credo, cor, nacionalidade, origem étnica, idade, religião, sexo, redesignação de sexo, orientação sexual, estado civil, conexões a uma minoria nacional, deficiência física ou outro status; liberdade de detenção arbitrária, execução ou tortura; liberdade de assembléia pacífica e associação, liberdade de pensamento, consciência e religião; e liberdade de opinião e expressão. A Nokia não usará trabalho infantil ou forçado. A Nokia não tolerará condições de trabalho ou tratamento que estejam em conflito com as leis e práticas internacionais.

Conflitos de Interesse, Presentes e Subornos

Os funcionários da Nokia devem evitar atividades que levem a um conflito de interesses. Isso inclui, sem limitação, dar e receber presentes pessoais ou hospitalidade de ou para stakeholders da Nokia, que não sejam presentes de valor nominal³ ou hospitalidade razoável dada a condução normal dos negócios. Qualquer acordo ou entendimento em relação a favores ou benefícios em troca de presentes deve ser evitado. Presentes que não sejam de valor nominal não podem ser aceitos sem completa divulgação ao supervisor do funcionário e sem a sua aprovação prévia. A Nokia e seus funcionários não pagarão ou oferecerão subornos ou pagamentos ilícitos a funcionários do governo ou a candidatos, ou outras partes, para obter ou manter negócios. A Nokia não fornece suporte financeiro a partidos políticos ou outros grupos políticos. Os funcionários da Nokia não podem beneficiar-se, ou ajudar a outros que se beneficiem, de oportunidades que foram descobertas pelo uso de informação corporativa ou de posição na companhia. Os funcionários da Nokia não podem usar bens da companhia a não ser para finalidades legítimas de negócio ou autorizadas. Os funcionários da Nokia também não podem competir com a companhia.


³ Valor nominal é definido como EUR 100, mas a legislação local e nacional terá precedência se for mais rígida. Existe uma norma padrão de operação aplicável a toda a companhia a respeito de presentes e hospitalidade, para dar aos funcionários maiores informações. Políticas regionais ou nacionais mais rígidas podem ser adotadas onde for apropriado.


Práticas no Ambiente de Trabalho

Funcionários da Nokia devem respeitar e incentivar os Valores da Nokia no trabalho, promovendo o trabalho em equipe, a responsabilidade individual e a força que vem da diversidade. A Nokia irá esforçar-se para pagar salários justos e fornecer um ambiente de trabalho saudável e seguro para seus funcionários. A Nokia está comprometida com a igualdade de oportunidades em todas as suas práticas, políticas e processos de emprego. Uma vez preenchidos os requisitos da função, nenhum funcionário ou candidato irá, portanto, receber tratamento menos favorável devido a sua raça, credo, cor, nacionalidade, origem étnica, idade, religião, sexo, redesignação sexual, orientação sexual, estado civil, conexão com uma minoria nacional, opiniões, deficiências, afiliação ou não-afiliação sindical. A Nokia continuará a investir no aprendizado pessoal e profissional e no crescimento dos seus funcionários. A Nokia irá incentivar seus funcionários a manter um equilíbrio na suas vidas profissional e pessoal.


Meio Ambiente

As atividades da Nokia relacionadas ao meio ambiente baseiam-se no pensamento do ciclo de vida. O objetivo é reduzir os efeitos sobre o ambiente durante os ciclos de vida de nossos produtos. Isso é feito através da gerência de nossas próprias operações e da nossa rede de fornecedores, da incorporação de Design for Environment (DfE) no nosso desenvolvimento de produtos, processos e projetos de serviços, e através do suporte a práticas de End-of-life. A Nokia não usa nenhuma espécie em perigo de extinção para qualquer finalidade de negócio e além disso exige que seus fornecedores evitem matérias primas obtidas de locais onde existe o claro abuso a direitos humanos ou de animais, ou onde o método de obtenção e distribuição das matérias primas seja ilegal. No marketing e em outras atividades da companhia, a Nokia mostrará animais apenas de forma digna.

Fornecedores
A Nokia fará seus melhores esforços para contratar apenas fornecedores ou subcontratados que observem as leis e práticas internacionais de meio ambiente e de direitos humanos. A Nokia se compromete a monitorar o desempenho ético de seus fornecedores e a tomar atitudes imediatas e criteriosas em casos onde o desempenho ético de seus fornecedores for questionado.


Implementação
O compromisso com a conformidade neste Código se estende a todos os assuntos, incluindo decisões relacionadas ao trade, investimentos, sub-contratações, fornecimento, desenvolvimento de negócios e todos os relacionamentos de negócios ou envolvendo funcionários. A abordagem da Nokia para a implementação deste Código de Conduta será ativa, aberta e ética. Ainda que questões de difícil interpretação possam surgir em casos específicos, particularmente a respeito da necessidade de equilibrar com sensibilidade os costumes locais e as exigências das diretrizes e padrões globais, a Nokia reconhece que o compromisso acima significa que fará o máximo para resolver quaisquer problemas éticos, legais, ambientais, de emprego ou de direitos humanos que sejam identificados, de forma consistente com este Código de Conduta.

Promover este código é responsabilidade de cada funcionário da Nokia. Dúvidas sobre a aplicação ou significado de quaisquer disposições deste Código, ou violações em potencial deste Código, devem ser reportados a um superior. O superior deverá fazer um julgamento inicial sobre a natureza e seriedade de qualquer suposta violação que seja reportada.


No caso de alegações sérias a respeito de violações em potencial deste Código que não sejam óbvia e evidentemente sem mérito, uma investigação justa e abrangente será conduzida pela gerência de linha mais próxima ao assunto, com a ajuda das funções de suporte corporativo relevantes. Se levar o assunto a um superior ou a esses representantes puder ser visto de alguma maneira como conflituoso ou inapropriado, gerentes mais seniores ou os cabeças globais dessas funções deverão ser notificados e deverão supervisionar a investigação.

Se a violação em potencial deste Código puder resultar em impacto financeiro, que não seja de natureza insignificante, o assunto deverá ser levado ao Conselheiro Geral Assistente, que compartilhará a informação com o Chief Financial Officer e com o Controller da Corporação. Um investigação justa e abrangente será realizada com o auxílio interno e/ou externo relevantes e o assunto será reportado ao Comitê de Auditoria.

Todas as investigações sobre supostas violações a este Código devem ser conduzidas de acordo com os princípios definidos nos procedimentos internos de investigação da companhia.

O Conselho Diretor estabeleceu um canal eletrônico e um endereço de correio físico, ambos disponíveis no web site da companhia, através dos quais preocupações e problemas podem ser enviados confidencial e anonimamente ao Conselho Diretor, aos seus membros não-executivos, ou aos subcomitês Assuntos relacionados à contabilidade, controles internos ou auditoria devem ser levados ao Comitê de Auditoria.

Atividades não consistentes com este Código devem ser imediatamente corrigidas e estão sujeitas a medidas disciplinares que podem chegar ao término da relação de trabalho. A Nokia irá assegurar que não haverão conseqüências adversas de trabalho como resultado de um funcionário ter feito reclamações sobre violações a este Código.



PERGUNTAS FREQUENTES


Como posso pedir emprego na Nokia?

Todas as solicitações de emprego são atendidas através do site Nokia Careers. Aqui você pode elaborar seu perfil como candidato e procurar emprego de acordo com sua localização e especialidade.


Como é trabalhar para a Nokia?

A estrutura organizacional da Nokia não é excessivamente hierárquica. O trabalho em equipe e o respeito pelo indivíduo são muito valorizados, assim como a rapidez e a flexibilidade na tomada de decisões.


De onde é a Nokia?

Nokia é uma corporação Finlandesa com matriz em Espoo, Finlândia. É uma empresa de responsabilidade limitada pública com ações nas bolsas de valores de Helsinski, Estocolmo, Frankfurt e Nova Iorque.


Quantos anos tem a Nokia?

As raízes da Nokia datam de 1865, quando o moinho de madeira foi fundado. Em 1967, depois da fusão de 3 companhias separadas, a Nokia assumiu sua atual forma de corporação sob as leis da República da Finlândia.


Como a Nokia adquiriu seu nome?

A companhia tem o nome do Rio Nokia no sul da Finlândia, próximo ao lugar onde o moinho de polpa da Nokia estava localizado.


Onde são fabricados os produtos Nokia?

No final de 2005, Nokia possuía um total de 14 fábricas no Brasil, China, Finlândia, Alemanha, Hungria, México, Coréia e Reino Unido. Também possui centros de localização e logística nos Estados Unidos, além de uma nova fábrica na Índia, inaugurada em março de 2006.


Quantos funcionários tem a Nokia?

No final de 2005, Nokia contava com 58.874 funcionários.


Qual é o faturamento e o lucro?

Nokia teve vendas líquidas de 34.2 bilhões de EUR em 2005, com lucros operacionais de 4.6 bilhões de EUR.








Nenhum comentário: